Missão

Clube

Presidentes

Modalidades

Videos

Imagens




Época de 1990 1991

Mais uma vitória contra o sistema. Sob o comando de Eriksson, o Benfica deslocou-se às antas para, com todas as suas forças, abrir caminho a um dos títulos mais difíceis do seu historial.

Os balne&aacutarios tresandavam a bagaço e clorofórmio, os corredores estavam pejados de meliantes ao serviço do adversário, relvado encharcado de água

Eriksson nunca virava a cara a um bom jogo e foi à luta. Todos foram herois naquele Domingo cinzento mas claro que César Brito será sempre recordado como a bandeira do Benfica nesta partida.



Época de 1993 1994

Uma das Grandes vitórias do Benfica. Após o jogo anterior mal conseguido, contra o estrela da Amadora (1-1), a equipa ficou sob tremenda pressão para o dérby que se apresentava como a última hipótese para se chegar ao título.

Toni ordenou de imediato a entrada em estágio. Fecharam-se as portas, o momento era de tremenda concentração pois o embate era contra o apelidado plantel de sonho cheio de novas promessas.

O grande dia chegou. Os russos do Benfica tinham sido suspensos, as opções eram menores. O maestro estava exausto. Toni pensou, sem medo de ter a coragem que sempre teve, e o resultado foi este.



Época de 1993 1994

Outra das Grandes vitórias do Benfica. A eliminatória estava complicada após o empate a uma bola na Catedral. Mozer estava castigado. Eram já muitos quilómetros nas pernas...

Toni escalou um onze para ganhar num terreno onde arrogância e superioridade eram o apanágio. Nas bancadas parecia que o Benfica estava a jogar quase em casa,os adeptos responderam ao chamamento místico do clube..

Era o momento de o clube da águia voar ainda mais alto o resultado foi este.


Época de 2009 2010

Pablo Aimar, El Mago... Palavras para quê


Voltar













Este Portal está optimizado para Mozilla Firefox Faça download aqui